Metodologia contra violência nas escolas é implantada com apoio do Governo de Sergipe

Reconhecida pela Unesco, iniciativa Pre-Texts é foco de treinamento de 25 professores sergipanos

Um projeto que pretende estabelecer uma metodologia pedagógica de mitigação da violência nas escolas públicas se aproxima de sua reta final para implantação em Sergipe. Entrando em sua terceira fase de desenvolvimento, com o treinamento de professores, a iniciativa conta com o apoio do Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado (Fapitec/SE) e da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc).

Intitulada Pre-Texts, a metodologia inicia sua fase de execução no estado em duas escolas da capital, com o treinamento de 25 educadores. O conjunto de estratégias e práticas foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 2017 sob o mote “Educação para a Paz”, e empregado no programa “Promotores de Paz”. A iniciativa tem sido consagrada em diversos países da América Latina, América do Norte, Ásia e Europa. O projeto conta com a liderança da professora doutora Doris Sommer, da Universidade de Harvard, que oferece apoio técnico ao projeto em Sergipe.

Contemplado pelo edital do Programa de Apoio e Desenvolvimento de Políticas Públicas em Educação para o Estado de Sergipe (Fapitec/SE/Seduc Nº 02/2020), o projeto chega ao estado com apoio do David Rockefeller Center for Latin American Studies da Universidade de Harvard e da Fundação Lemann. Estas duas instituições são responsáveis pelo custeio das bolsas de treinamento para os professores, enquanto o incentivo concedido pelo Governo de Sergipe se destina às atividades de pesquisa e despesas logísticas. A Academia Sergipana de Letras (ASL), em convênio com a Fapitec, assina a execução do projeto, sob coordenação do professor doutor Matheus Batalha.

“Estou muito feliz com essa oportunidade. Mesmo já contando com o suporte de instituições internacionais renomadas, foi o edital da Fapitec e da Seduc que nos permitiu implantar, de fato, a metodologia nas escolas. É uma forma de prover os professores com novas estratégias para ações em sala de aula, que serão acompanhadas em uma pesquisa que realizaremos na sequência. Sem a Fapitec, não poderíamos fazer essa transferência de conhecimento”, afirma o coordenador.

O projeto contemplado pelo edital tem o objetivo de analisar a atuação dos docentes no contexto escolar diante da violência, considerando suas contingências. Um dos principais focos da proposta é observar de que maneira os professores reforçam o senso de pertencimento à escola entre seus estudantes e como auxiliam os alunos a construir novas habilidades sociais. Para tanto, são utilizadas estratégias pedagógicas que estimulem a leitura e o desenvolvimento da criatividade, facilitando, assim, o processo de desenvolvimento psicológico dos estudantes.

Parceiros

Última atualização: 30 de novembro de 2021 15:22.

Pular para o conteúdo