Aplicativo contemplado por edital da Fapitec simplifica armazenamento e acesso a exames médicos

Um dos objetivos do edital do Programa de Apoio à Inovação em Empresas Brasileiras (Tecnova II), gerido pelo Governo do Estado através da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec), é estimular iniciativas inovadoras. Seguindo nesse sentido, o Projeto ‘DocHealth’ foi um dos contemplados pelo edital, garantindo incentivo técnico e financeiro para sua expansão. A proposta tem como intuito o desenvolvimento de um aplicativo voltado a simplificar o armazenamento e acesso a exames médicos.

A proposta surgiu visando criar uma solução por meio da qual os usuários pudessem centralizar todos os seus exames, otimizando o diagnóstico de doenças. “Observei que na área de saúde havia muitas oportunidades ainda não abordadas. Por exemplo, realizo com frequência o acompanhamento da minha anemia e identifiquei que os laboratórios não tinham um acompanhamento histórico dos meus exames, tampouco de pessoas da minha faixa etária, gênero ou região, perdendo históricos importantes ao longo da minha vida”, afirma a responsável pelo projeto, Gisele Gelschleiter, para quem as experiências pessoais serviram de base à iniciativa.

O DocHealth faz uso de tecnologia em inteligência artificial para simplificar o armazenamento de exames já realizados, centralizando-os e permitindo ao usuário pesquisar, visualizar, tratar e compartilhar tais documentos. Além disso, a ferramenta emite alertas sobre a necessidade de repetição ou de realização de exames, de acordo com fatores como idade, sexo, etnia, grupos de risco e data do último exame realizado.

Gisele também explica que acompanha editais de todo o país, interessada em compartilhar os projetos idealizados por ela e sua equipe. “Nosso projeto já havia sido aprovado em 6º lugar no Edital Centelha SE/2019, porém não pudemos avançar em virtude de questões operacionais e burocráticas. Quando tivemos acesso ao edital do Tecnova II e analisamos os critérios, vimos que dessa vez poderia dar certo”, ressalta.

Incentivada pelo Governo de Sergipe e pela Fapitec, Gisele salienta que o Programa de Apoio à Inovação em Empresas Brasileiras foi necessário para que o projeto ganhasse ainda mais força. “Quando uma ação do Governo culmina em um incentivo como este, tudo converge para tornar sonhos cada vez mais próximos. Esse incentivo veio em boa hora. Graças a ele, poderemos testar hipóteses e dar continuidade à execução do plano”, conclui.

Tecnova II

O edital Tecnova II busca estimular as atividades de inovação e incrementar a competitividade entre empresas no cenário pós-pandemia. A seleção contempla empresas brasileiras com sede em Sergipe e faturamento anual de até R$ 16 milhões. As empresas autoras das propostas selecionadas e contratadas terão acesso ao suporte técnico da Fapitec para auxiliar na execução dos projetos. O Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT/FINEP) é responsável pelo financiamento do programa, que inclui um aporte global de R$ 2 milhões.

Parceiros

Última atualização: 24 de setembro de 2021 11:02.

Pular para o conteúdo