Inscrições para o Programa Centelha II encerram nesta terça-feira (25)

Edital conduzido pelo Governo do Estado por meio da Fapitec irá contemplar até 23 projetos

Encerram na próxima terça-feira (25) as inscrições para a segunda edição do Programa Centelha em Sergipe. A iniciativa é conduzida pelo Governo do Estado por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e a Inovação Tecnológica (Fapitec/SE).

O edital tem como objetivo fomentar a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura do empreendedorismo. Assim, o Programa Centelha II visa incentivar a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais do país, motivando a geração de ideias. O valor total destinado à iniciativa é de R$ 1,2 milhão e de R$53.333,33 por projeto. Até 23 propostas poderão ser contempladas.

O Programa Centelha é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A iniciativa conta com a parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e da Fundação CERTI.

Para ter acesso ao edital, basta entrar no site da Fapitec e acessar o menu Editais Abertos. O documento apresenta os prazos, valores dos projetos, critérios e o cronograma detalhado da seleção. O site oficial do programa www.programacentelha.com.br também dispõe mais informações sobre o edital.

Imagem ilustrativa onde mostra a mão de uma mulher, que tem uma aliança no dedo, tocando a tela do smartphone onde tem a interface do programa centelha

Primeira edição

Na primeira edição, o Programa Centelha em Sergipe contemplou 23 projetos, permanecendo 21 em atividade atualmente. A seleção envolve, além da apresentação da ideia de negócio e da equipe, a análise de potencial de mercado, detalhamento do plano e apresentação de orçamentos, entre outros processos. Ao todo, os projetos passam por três etapas de seleção, sempre com acompanhamento técnico para capacitação e aprimoramento. Conheça aqui os projetos contemplados na primeira edição do programa no estado.

Cartão de saúde e benefícios sociais é contemplado em edital da Fapitec

Principal objetivo é ser referência de mercado como melhor, mais completo e inovador cartão da modalidade no Brasil

A promoção de saúde e inclusão social a preços justos é o foco de um dos projetos apoiados pelo Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado (Fapitec/SE). Trata-se do Cartão ComVida, que visa fornecer serviços e benefícios com excelente atendimento a seus usuários. A proposta é mais uma das contempladas pelo Programa Centelha, edital gerenciado pela Fapitec.

O Cartão ComVida oferece aos associados valores bem abaixo do mercado, através de parcerias com clínicas, utilizando-se da disponibilidade de horários e profissionais para oferecer benefícios em consultas e exames médicos, atendimento veterinário, psicólogo e nutricionistas.Também integram a proposta o clube de descontos, auxílio funeral, seguro de vida e cesta básica, entre outras vantagens. Segundo os responsáveis pelo projeto, os sócios Luís Eduardo Fraga e Fábio Anjos, a proposta partiu de uma visão sobre a necessidade de acesso à saúde pela população de baixa renda.

O projeto segue em andamento, com previsão de funcionamento apenas no estado de Sergipe em seu momento inicial de operação. Para a equipe responsável, o início dos atendimentos vem sendo aguardado com otimismo. “Nossa proposta é de atender todo o território nacional, com rede física nos grandes polos. Também atenderemos virtualmente, por meio da telemedicina”, afirma Luís Eduardo.

Ainda segundo o coordenador, o projeto prevê uma possível integração entre as áreas de saúde e bancária. “É provável que, no futuro, o convênio com instituições bancárias permita o parcelamento ou financiamento dos procedimentos e exames de valores relevantes, na condição de concessão de crédito ou consórcio”, explica.

Programa Centelha

O Programa Centelha visa estimular o empreendedorismo inovador para o desenvolvimento de produtos (bens e/ou serviços) e a geração de empresas de base tecnológica, a partir da transformação de ideias inovadoras em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos estratégicos do estado de Sergipe.

O edital conta com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT/FINEP) e contrapartida do Fundo Estadual para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNTEC). Através do programa, que já contemplou mais de 20 empresas no estado, foi destinado R$ 1,2 milhão em incentivos. O mesmo montante será reservado à segunda edição do programa, cujo lançamento está previsto ainda para o mês de outubro.

Parceiros

Última atualização: 18 de outubro de 2021 10:25.

Pular para o conteúdo