Inscrições para o Programa Centelha II encerram nesta terça-feira (25)

Edital conduzido pelo Governo do Estado por meio da Fapitec irá contemplar até 23 projetos

Encerram na próxima terça-feira (25) as inscrições para a segunda edição do Programa Centelha em Sergipe. A iniciativa é conduzida pelo Governo do Estado por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e a Inovação Tecnológica (Fapitec/SE).

O edital tem como objetivo fomentar a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura do empreendedorismo. Assim, o Programa Centelha II visa incentivar a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais do país, motivando a geração de ideias. O valor total destinado à iniciativa é de R$ 1,2 milhão e de R$53.333,33 por projeto. Até 23 propostas poderão ser contempladas.

O Programa Centelha é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A iniciativa conta com a parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e da Fundação CERTI.

Para ter acesso ao edital, basta entrar no site da Fapitec e acessar o menu Editais Abertos. O documento apresenta os prazos, valores dos projetos, critérios e o cronograma detalhado da seleção. O site oficial do programa www.programacentelha.com.br também dispõe mais informações sobre o edital.

Imagem ilustrativa onde mostra a mão de uma mulher, que tem uma aliança no dedo, tocando a tela do smartphone onde tem a interface do programa centelha

Primeira edição

Na primeira edição, o Programa Centelha em Sergipe contemplou 23 projetos, permanecendo 21 em atividade atualmente. A seleção envolve, além da apresentação da ideia de negócio e da equipe, a análise de potencial de mercado, detalhamento do plano e apresentação de orçamentos, entre outros processos. Ao todo, os projetos passam por três etapas de seleção, sempre com acompanhamento técnico para capacitação e aprimoramento. Conheça aqui os projetos contemplados na primeira edição do programa no estado.

Governo e Fapitec lançam edital de fomento a empreendedorismo e inovação

Em sua segunda edição, Programa Centelha SE destina R$ 1,2 milhão em incentivos para desenvolvimento de negócios inovadores

Empreendedores, pesquisadores, autoridades e especialistas ligados à área de tecnologia e inovação estiveram presentes nesta sexta-feira (3) ao evento de lançamento da segunda edição do Programa Centelha em Sergipe. A programação, realizada no Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec), marca a abertura do edital, que é conduzido no estado pelo Governo de Sergipe por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE).

O Centelha tem como objetivo estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador. Com esse intuito, o programa visa incentivar a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país, motivando a geração de ideias. O recurso global destinado ao financiamento é de R$ 1,2 milhão, com incentivo superior a R$ 53 mil por projeto. Até 23 propostas podem ser contempladas pelo edital.
 
O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) assinam a realização do Programa. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI também são parceiros na iniciativa.
 
Durante o lançamento, o diretor-presidente da Fapitec, Ronaldo Guimarães, destacou a importância do edital no suporte ao desenvolvimento do setor em Sergipe. “O Centelha é um programa gerador de oportunidades. Nós temos diversos programas de benefícios sociais em nível de Brasil, nos estados, mas o Centelha é um programa que tem uma capilaridade muito grande, porque consegue abranger diversos setores da economia e consegue chegar a quem não tem acesso a crédito. É uma ideia fantástica”, afirmou.
 
“O Centelha é uma importante ferramenta de propulsão ao empreendedorismo no estado. É um programa que se alinha ao compromisso do Governo de Sergipe com a promoção do desenvolvimento por meio da tecnologia e inovação”, pontuou o titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Augusto Carvalho.
 
Apoio
 
O diretor-presidente do SergipeTec, Eduardo Prado, ressaltou a relevância dos trabalhos desenvolvidos com o suporte do programa. “É um programa que traz bons frutos para o estado. O papel institucional da Fapitec é extremamente relevante, como uma fundação de apoio à pesquisa. Assim como o Parque Tecnológico, é um agente com veia forte para o empreendedorismo e inovação”, disse.
 
“Tenho muita satisfação em estar participando desse momento feliz para a tecnologia no estado e dessa iniciativa maravilhosa que é o Centelha. A criação do nome, inclusive, é muito acertada, porque é o ponto de partida para a inovação e o empreendedorismo digital”, afirmou o deputado federal e presidente do Sistema Fecomércio, Laércio Oliveira.
 
O superintendente do Sebrae/SE, Paulo do Eirado, também falou sobre o lançamento do Centelha II. “A melhor venda que uma empresa faz é a segunda venda ao cliente, e hoje estamos fazendo essa segunda venda aqui com o Centelha, porque a primeira deu certo e retornamos com a construção desse segundo edital”, enfatizou.
 
“A Universidade Federal de Sergipe (UFS) se orgulha muito de ter participado da primeira edição do Centelha. Nós tivemos 23 empresas selecionadas, sendo que 14 são oriundas do grupo da UFS, sejam com alunos em graduação, pós-graduação ou pessoas da universidade. A gente quer cada vez mais se aproximar da sociedade, e ações como essa auxiliam nesse nosso desejo”, manifestou o professor Antônio Martins, da UFS.

Também participaram da solenidade o representante da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), José Ricardo de Santana; o Reitor da Universidade Estácio, Adriano da Silva; e o representante do Tiradentes Inovation Center, Marcelo Dósea, entre outras autoridades.
 
Centelha
 
As inscrições do Programa Centelha II em Sergipe prosseguem até 25 de janeiro de 2022. Para ter acesso ao edital, basta entrar no site da Fapitec, no menu Editais Abertos. O documento apresenta os critérios, as temáticas e setores prioritários e o cronograma detalhado da seleção. Mais informações podem ser encontradas no site do Centelha, no endereço programacentelha.com.br. No mesmo link, é possível conferir as ideias inovadoras contempladas na primeira edição do programa.

Fotos: Arthuro Paganini

Cartão de saúde e benefícios sociais é contemplado em edital da Fapitec

Principal objetivo é ser referência de mercado como melhor, mais completo e inovador cartão da modalidade no Brasil

A promoção de saúde e inclusão social a preços justos é o foco de um dos projetos apoiados pelo Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado (Fapitec/SE). Trata-se do Cartão ComVida, que visa fornecer serviços e benefícios com excelente atendimento a seus usuários. A proposta é mais uma das contempladas pelo Programa Centelha, edital gerenciado pela Fapitec.

O Cartão ComVida oferece aos associados valores bem abaixo do mercado, através de parcerias com clínicas, utilizando-se da disponibilidade de horários e profissionais para oferecer benefícios em consultas e exames médicos, atendimento veterinário, psicólogo e nutricionistas.Também integram a proposta o clube de descontos, auxílio funeral, seguro de vida e cesta básica, entre outras vantagens. Segundo os responsáveis pelo projeto, os sócios Luís Eduardo Fraga e Fábio Anjos, a proposta partiu de uma visão sobre a necessidade de acesso à saúde pela população de baixa renda.

O projeto segue em andamento, com previsão de funcionamento apenas no estado de Sergipe em seu momento inicial de operação. Para a equipe responsável, o início dos atendimentos vem sendo aguardado com otimismo. “Nossa proposta é de atender todo o território nacional, com rede física nos grandes polos. Também atenderemos virtualmente, por meio da telemedicina”, afirma Luís Eduardo.

Ainda segundo o coordenador, o projeto prevê uma possível integração entre as áreas de saúde e bancária. “É provável que, no futuro, o convênio com instituições bancárias permita o parcelamento ou financiamento dos procedimentos e exames de valores relevantes, na condição de concessão de crédito ou consórcio”, explica.

Programa Centelha

O Programa Centelha visa estimular o empreendedorismo inovador para o desenvolvimento de produtos (bens e/ou serviços) e a geração de empresas de base tecnológica, a partir da transformação de ideias inovadoras em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos estratégicos do estado de Sergipe.

O edital conta com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT/FINEP) e contrapartida do Fundo Estadual para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNTEC). Através do programa, que já contemplou mais de 20 empresas no estado, foi destinado R$ 1,2 milhão em incentivos. O mesmo montante será reservado à segunda edição do programa, cujo lançamento está previsto ainda para o mês de outubro.

Parceiros

Última atualização: 18 de outubro de 2021 10:25.

Pular para o conteúdo