Projeto contemplado pela Fapitec/SE lança site educacional

Kizomba dos Saberes foi contemplado pelo Programa de Apoio a Núcleos de Estudos Avançados em Políticas Educacionais no Estado de Sergipe (Edital 09/2021)

Na última semana, a data em que é celebrado o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial e o Dia Nacional de Tradições de Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé (21), foi escolhida para a realização do evento de lançamento do site educacional Kizomba dos Saberes na reitoria da Universidade Federal de Sergipe (UFS). O projeto é um dos contemplados do Programa de Apoio a Núcleos de Estudos Avançados em Políticas Educacionais no Estado de Sergipe (Edital 09/2021) promovido pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE), com recursos oriundos exclusivamente da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc). A culminância que foi aberta ao público reuniu a comunidade acadêmica e representantes de grupos de cultura popular do estado.

O ativista social e escritor sergipano Severo D’Acelino falou sobre a relevância do ensino da história afro-sergipana e do protagonismo das pessoas negras em sala de aula. “Porque a história do negro só será realmente contada quando a minha, quando a sua e quando todas as nossas histórias forem contadas, quando nós estivermos na sala de aula”, declarou durante o evento.

“O projeto Kizomba é fruto de um dos nossos programas de incentivo à pesquisa e à inovação. Iniciativas como essa contribuem diretamente para a manutenção e a preservação da nossa história e ficamos gratificados em prestigiar a solenidade de lançamento”, disse a diretora técnica da Fapitec/SE, Carla Xavier.

A professora e coordenadora do projeto Kizomba, Mariana Fonseca Bracks, destacou que um dos objetivos do portal é propor um resgate histórico da herança cultural africana, sobretudo em Sergipe. “Enquanto a gente dança, enquanto a gente toca e canta, a gente aprende. Sergipe é um estado riquíssimo, patrimônio cultural negro e um estado construído pela força africana, contudo, essa herança ainda é pouco conhecida. É importante que os professores tragam essa herança cultural nas escolas”, explicou.

Além da exibição do site no auditório, o evento contou com uma exposição de obras do artista Edwyn Gomes intitulada “Expo: Afro-Sergipanidades”. O encontro também foi marcado pela presença da mestre da cultura popular de Sergipe e representante do Quilombo Mussuca (Laranjeiras), Nadir da Mussuca, que foi uma das homenageadas do dia.

Para o vice-reitor da UFS, Professor André Maurício, o Departamento de História da Universidade é um espaço de difusão de ideias e debates, a exemplo do evento de lançamento do portal educacional Kizomba. “O Departamento de História tem um papel central nessa universidade. Os debates importantes dessa instituição nasceram do Departamento de História. É importante fazer uma ressalva histórica”, pontuou.

Kizomba dos Saberes
O projeto objetiva mapear práticas culturais, produzir e organizar conteúdos digitais sobre a cultura negra sergipana, além de discutir políticas pedagógicas na interface racial. Ademais, o site “Kizomba: O Portal da Cultura Afro-Sergipana” visualiza o estímulo ao diálogo entre as comunidades negras e instituições de ensino sergipanas.

Acesse o portal através do seguinte endereço virtual (https://www.kizombadosaberes.com.br/).

Parceiros

Última atualização: 25 de março de 2024 11:44.

Pular para o conteúdo