Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral promove fusão entre pesquisa e arte em feira escolar

O evento contou com uma ampla participação e recebeu visitas de diversas escolas da comunidade, representantes de instituições educacionais e responsáveis pelos alunos

O Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral, em Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana de Aracaju, foi palco nesta quarta-feira, 29, de uma extraordinária fusão entre pesquisa científica e expressões artísticas, fruto de duas propostas provenientes dos editais da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE) na categoria Feiras Escolares. A ‘Feira Escolar Jonas do Amaral: Identidades e Olhares Plurais/Intervenções artísticas’ foi dividida em duas categorias: apresentações de trabalhos de pesquisas em stands e exposição e mediação de trabalhos artísticos.

Os trabalhos de pesquisas apresentados nos stands, vinculados à proposta ‘Jonas Amaral: Identidades e Olhares Plurais’ surgiram da necessidade de investigar as origens do Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral, quando esta unidade escolar ainda era denominada Colégio Estadual Professor Nilson Socorro. Nesse âmbito, ocorreram alguns questionamentos: o que era a instituição Nilson Socorro e o que é o Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral?

Desse modo, com foco no histórico da comunidade escolar, foi imprescindível conhecer os contextos histórico-cultural, geográfico, sócio-econômico, bem como dados populacionais e de sustentabilidade, focados no período de sua fundação, uma vez que a instituição escolar desenhou ações pedagógicas em consonância com aspectos dessa natureza. Em suma, as pesquisas percorreram trajetórias investigativas, no âmbito de analisar identidades plurais dos estudantes do CEDJA e a memória da instituição escolar. Os resultados foram possíveis graças ao trabalho de iniciação de pesquisa científica que ocorreu de maneira interdisciplinar.

Já a proposta de intervenções artísticas surgiu como alternativa para fomentar reflexões pautadas no pertencimento e cuidado com o patrimônio escolar. Para isso, os alunos foram motivados a coletar e divulgar os dados relacionados à comunidade escolar e às origens da escola, de forma que atribuíssem relações imagéticas dos aspectos pesquisados.

O acompanhamento de resultados das etapas de construções de textos e criações artísticas das 15 turmas de Ensino Médio do CEDJA, sendo sete turmas da 1ª série, cinco turmas da 2ª série e três turmas da 3ª série, deram respaldo às duas etapas posteriores. A primeira foi constituída pela concepção de composições distribuídas em sete espaços da escola, articulando desenhos, pinturas, simbologias, textos, gravuras, colagens e palavras-chave); oficinas, rodas de conversas; intervenções artísticas (produção artística, registros de fotos, anotações do passo a passo); e a segunda pela exposição e apresentação das concepções artísticas durante a Feira Escolar.

De acordo com a coordenadora da Feira, professora Cristiane Cardoso Barbosa Alves, ao longo do dia as abordagens cativaram os visitantes, explorando desde a transformação da escola ao longo dos anos até a colaboração interdisciplinar entre professores  orientadores. “A Feira contou com uma ampla participação, recebendo visitas de diversas escolas da comunidade, representantes de instituições educacionais e responsáveis pelos alunos. Destacou-se a presença de ex-alunos, evidenciando o impacto duradouro dessas iniciativas”, enfatiza.

A professora também comenta sobre a transformação percebida na escola e a compreensão aprimorada dos alunos sobre as características da comunidade. “O trabalho interdisciplinar revelou-se positivo, promovendo uma experiência enriquecedora para todos os envolvidos”, acrescenta.

A Feira Escolar no Jonas Amaral não apenas celebrou a pesquisa e as artes como também consolidou um espaço para identidades e olhares plurais, enriquecendo a comunidade escolar com reflexões e expressões singulares. O evento evidenciou o potencial transformador da educação quando aliada à criatividade e à pesquisa, proporcionando um ambiente propício ao desenvolvimento integral dos alunos.

Fizeram parte da equipe organizadora do evento a professora Cristiane Cardoso Barbosa Alves (coordenação e orientação), o professor Wendel Salvador (co-orientação) e as alunas bolsistas Aldry Morais de Oliveira,  Letycia Ribeiro Dias, Isabella Leite Carmo Menezes, Sara Vitória Alves Rodrigues, Luana Vitória Ramalho Sousa, Edlaine Silva Santos e Kemilly da Silva Rezende. 

Parceiros

Última atualização: 30 de novembro de 2023 10:29.

Pular para o conteúdo